16 de fevereiro de 2017

O Trabalho da UNP é reconhecido em audiência Publica no RS


Pastor Demétrio (Resp. UNP RS) Tem a palavra para explicar
o trabalho da UNP no EStado.

Depoimentos atestam a importância da função social das Igrejas nos Presídios Gaúchos


Na primeira audiência pública da CEFSIP (Comissão Especial para tratar da Função Social da Igreja nos Presídios e centros de recuperação de drogadição no RS), realizada sexta- feira (10) pela manhã, houve relatos de autoridades e entidades ligadas aos programas voltados á população encarcerada que atestaram a importância da assistência espiritual prestada pela UNP nos presídios do estado Rio Grande so Sul.
Pr. Demétrio - UNP em Ação
A comissão tem como presidente o Deputado Estadual Sérgio Peres (PRB) e como Vice Presidente a Deputada Liziane Bayer (PSB) tendo como Relator o Deputado Missionário Volnei (PR).
Estiveram presentes nesse dia a Presidente do Conselho de Comunidade da 10º Delegacia Penitenciária Regional da SUSEPE, Simone Zanella; A Defensora Pública Bárbara Lenzi; A Delegada Nadine Anflôr; O Capitão da Brigada Militar junto a Cadeia Pública de Porto Alegre, Vinicius Aires; A Representante da OAB, Andréia Teixeira da Rosa; O Representante da Sociedade Bíblica do Brasil (SBS), Rene Assumpção; Pastor Alcides Bayer; O Procurador do Ministério Público, Gilmar Bortolotto; A Diretora do Departamento Penal da SUSEPE, Maria Nadir Borba Minotto; Representando novemente a SUSEPE o Delegado Sandro de Oliveira; O Deputado Tiago Simon (PMDB); O Responsável pelo Trabalho da Universal nos Presídios no Estado (UNP), Pastor Demétrio Fernandes.
Reunião com voluntários UNP no RS
-"Essa comissão fará com que as autoridades tenham seus olhares mais atentos para os trabalhos realizados e assim enxergarão a necessidade de dar maiores condições ao trabalho executado." Relata o Pastor Demétrio Fernandes (UNP).
O Dep. Tiago Simon (PMDB) falou sobre sua visita a Cadeia Pública de Porto Alegre: -" Lá encontramos duas situações bem distintas, onde o pavilhão dos evangélicos se distingue da degradação humana do restante do presídio."
O dep. Federal Carlos Gomes (PRB) reconheceu que o Estado não tem condições de ressocializar os apenados, enquanto que a atividade da igreja é efetiva na recuperação.
A Delegada Nadine Alflôr , disse que não tem dúvidas da importância das religiões nos presídios. Ela relatou experiência na Delegacia da Mulher de Canoas. -"A mulher quando chega na delegacia para denunciar seu parceiro, não quer vê-lo preso, quer a recuperação dele." explicou.
Universal Nos Presídios
-"Já temos um projeto elaborado para abrirmos a primeira IURD no Estado, será na PEJ ( Penitenciária Estadual do Jacuí), em Charqueadas. Isso será possível devido a parceria firmada com a Força Tarefa da Brigada Militar que administra a penitenciária. Inclusive já temos local para executar esse projeto." Afirma Pastor Demétrio Fernandes (UNP).
A importância do Grupo UNP nos presídios é fundamental para a recuperação do detento e do egresso. Nessa comissão inclusive foram apresentados dados estatíticos levantados pelas próprias instituições
presentes. A assistência as famílias e a ex- detentos é constante. Atendemos aqui no RS, em frente aos presídios mais de 1.000 famílias por semana e realizamos cerca de 100 visitas por semana a casa de familiares de detentos." Completa Pastor Demétrio Fernandes (UNP).

Colaborou UNP RS
Acompanhe o trabalho da UNP através das nossas redes sociais:

Bispo Eduardo Guilherme (Resp. UNP Brasil)

Programa Momento do Presidiário no Facebook

2 comentários :

Conte-nos, o que achou da matéria?