23 de fevereiro de 2017

ATÉ O PRESO ENTENDE

Quem crer e for batizado será Salvo. Até o preso entende isso


A UNP - Universal Nos Presídios, tem um trabalho continuo dentro das cadeias em todo o Brasil, e onde entra um evangelista, obreiro, pastor ou bispo, entra também a Palavra de Deus e consequentemente a Salvação Eterna.


Foi assim com todos os que outrora chegaram aos pés do Senhor Jesus, a saber, Ele mesmo foi batizado para dar o exemplo e começar o seu ministério de Salvação na terra.


 E assim vai a UNP, de cadeia em cadeia, pregando o arrependimento e o batismo nas Águas, o preso entende que somente quando se batizam podem ter forças para vencer de forma correta e honesta o dia a dia da prisão. Eles entendem que só Jesus, só se aliando a Ele poderemos tomar posse das armas da fé e vencer todos os desafios não só dentro, mais principalmente fora da prisão.










O Batismo chegou no CDP do Belém SP, onde mais quatro internos desceram às águas atendendo à Pregação feita pelo pastor Marcos Datri e seus companheiros. Para a UNP é uma imensa alegria este acontecimento, pois é o fruto de um trabalho inicial nestas vidas.


Você. Decida-se também, entregue sua vida a Deus com a atitude de se batizar nas Águas, isso pode acontecer em uma Universal mais perto de você.


Deus abençoe a todos.
UNP - Estais Preso. Nós Vamos te Ver!

Qual é a sua Sede?

17 de fevereiro de 2017

NA PORTA DA CADEIA NÃO É FÁCIL

Na saída dos Presídios,  após o dia de visita, os familiares dos internos saem na intenção e na esperança de um dia estar com o seu ente querido de volta, saem com a esperança de mais uma vez, ver a sua família toda reunida outra vez, e gozar de paz finalmente. 
Só que esta esperança acaba segundos depois de passarem pelo último portão da cadeia, pois é notório o desespero, a dor e a angústia das pessoas que deixam suas familiares dentro de uma unidade prisional. Todos tem em comum a consciência de que o erro deve ser corrigido, de que a "dívida" deve e precisa ser paga, mas a dor e o sofrimento acabam sobrepondo a consciência e assim vem a tristeza e a angústia que fazem o familiar do preso, tão destruído e aprisionado do que o seu familiar.

No intuito de ajudar os familiares, a UNP aguarda nas portas dos presídios para falar da palavra de Deus e levar a esses familiares a Fé! Que para eles é a única arma capaz de contra-por a situação que vem destruindo suas vidas.

Nesse domingo, a UNP atendeu os familiares e fizeram oração com aqueles que pediram ajuda, muitas dessas pessoas visitam seu familiar pela primeira vez no CDP da Cidade de São Vicente/SP.

Como uma triste rotina a UNP mais uma vez acompanhou a saída dos familiares dos detentos,  e a palavra triste é colocada aqui devido a situação destas pessoas. Elas saem abatidas, sem saber o que irão encontrar na próxima visita e nem mesmo sabem se estarão naquela unidade prisional.
Para acabar com a tristeza, angústia e falta de esperança, a UNP leva a Folha Universal, jornal de circulação nacional que traz uma palavra de fé semanalmente aos seus leitores. Os voluntários UNP ainda anotam em um caderno de oração o nome de todos e intercedem pelos mesmos, falam da importância de estarem participando das reuniões da Universal para que eles venham se fortalecer e poder ajudar os seus familiares ainda no cárcere.
A UNP explica a essas pessoas tão preciosas para Deus, que o Espírito Santo é o único que pode consolar nesse momento tão difícil de suas vidas, é Ele que dá o conforto que precisam para enfrentar todos os desafios da longa caminhada na rotina do cárcere.

E assim, a UNP deixa uma mensagem para todos:

“Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra. Salmos 121.1-2

Colaborou UNP Baixada Santista
Acompanhe o trabalho da UNP através das nossas redes sociais:

Bispo Eduardo Guilherme (Resp. UNP Brasil)
Programa Momento do Presidiário no Facebook

16 de fevereiro de 2017

O Trabalho da UNP é reconhecido em audiência Publica no RS


Pastor Demétrio (Resp. UNP RS) Tem a palavra para explicar
o trabalho da UNP no EStado.

Depoimentos atestam a importância da função social das Igrejas nos Presídios Gaúchos


Na primeira audiência pública da CEFSIP (Comissão Especial para tratar da Função Social da Igreja nos Presídios e centros de recuperação de drogadição no RS), realizada sexta- feira (10) pela manhã, houve relatos de autoridades e entidades ligadas aos programas voltados á população encarcerada que atestaram a importância da assistência espiritual prestada pela UNP nos presídios do estado Rio Grande so Sul.
Pr. Demétrio - UNP em Ação
A comissão tem como presidente o Deputado Estadual Sérgio Peres (PRB) e como Vice Presidente a Deputada Liziane Bayer (PSB) tendo como Relator o Deputado Missionário Volnei (PR).
Estiveram presentes nesse dia a Presidente do Conselho de Comunidade da 10º Delegacia Penitenciária Regional da SUSEPE, Simone Zanella; A Defensora Pública Bárbara Lenzi; A Delegada Nadine Anflôr; O Capitão da Brigada Militar junto a Cadeia Pública de Porto Alegre, Vinicius Aires; A Representante da OAB, Andréia Teixeira da Rosa; O Representante da Sociedade Bíblica do Brasil (SBS), Rene Assumpção; Pastor Alcides Bayer; O Procurador do Ministério Público, Gilmar Bortolotto; A Diretora do Departamento Penal da SUSEPE, Maria Nadir Borba Minotto; Representando novemente a SUSEPE o Delegado Sandro de Oliveira; O Deputado Tiago Simon (PMDB); O Responsável pelo Trabalho da Universal nos Presídios no Estado (UNP), Pastor Demétrio Fernandes.
Reunião com voluntários UNP no RS
-"Essa comissão fará com que as autoridades tenham seus olhares mais atentos para os trabalhos realizados e assim enxergarão a necessidade de dar maiores condições ao trabalho executado." Relata o Pastor Demétrio Fernandes (UNP).
O Dep. Tiago Simon (PMDB) falou sobre sua visita a Cadeia Pública de Porto Alegre: -" Lá encontramos duas situações bem distintas, onde o pavilhão dos evangélicos se distingue da degradação humana do restante do presídio."
O dep. Federal Carlos Gomes (PRB) reconheceu que o Estado não tem condições de ressocializar os apenados, enquanto que a atividade da igreja é efetiva na recuperação.
A Delegada Nadine Alflôr , disse que não tem dúvidas da importância das religiões nos presídios. Ela relatou experiência na Delegacia da Mulher de Canoas. -"A mulher quando chega na delegacia para denunciar seu parceiro, não quer vê-lo preso, quer a recuperação dele." explicou.
Universal Nos Presídios
-"Já temos um projeto elaborado para abrirmos a primeira IURD no Estado, será na PEJ ( Penitenciária Estadual do Jacuí), em Charqueadas. Isso será possível devido a parceria firmada com a Força Tarefa da Brigada Militar que administra a penitenciária. Inclusive já temos local para executar esse projeto." Afirma Pastor Demétrio Fernandes (UNP).
A importância do Grupo UNP nos presídios é fundamental para a recuperação do detento e do egresso. Nessa comissão inclusive foram apresentados dados estatíticos levantados pelas próprias instituições
presentes. A assistência as famílias e a ex- detentos é constante. Atendemos aqui no RS, em frente aos presídios mais de 1.000 famílias por semana e realizamos cerca de 100 visitas por semana a casa de familiares de detentos." Completa Pastor Demétrio Fernandes (UNP).

Colaborou UNP RS
Acompanhe o trabalho da UNP através das nossas redes sociais:

Bispo Eduardo Guilherme (Resp. UNP Brasil)

Programa Momento do Presidiário no Facebook

A Mente de um viciado na Baixada


No CDP na cidade de Praia Grande/SP, aconteceu mais um movimento da Universal nos Presídios.


Os voluntários da UNP levaram o livro a Mente de um Viciado para os familiares dos detentos.

Os familiares aceitaram com alegria o livro, mas o que realmente os voluntários mostram para todos é a importância de praticar a Fé e Crer, Crer que esta vida que hoje estão vivendo, não é o que Deus sonha para eles.

 Os livros é um presente que os membros da Universal doaram para levar aos cativos e seus familiares, para que eles venham abrir sua visão e sair dos vícios seja qual for.

Veja o que o Bispo Formigone fala sobre


O trabalho que a UNP faz nos presídios é resgatar as pessoas para o Reino de Deus, todas as vezes que a UNP evangeliza essas almas são para conscientiza-las que realmente Deus pode fazer da sua tristeza e dor uma nova historia de vida!

 “Ele se entregou em resgate por todos, para servir de testemunho a seu próprio tempo”. 1 Timóteo 2

Testemunhos não faltam veja: 

Se você realmente ama seu familiar ou amigo viciado, você tem a obrigação de compartilhar essa postagem. 

Colaborou UNP Praia Grande SP
Acompanhe o trabalho da UNP através das nossas redes sociais:

Bispo Eduardo Guilherme (Resp. UNP Brasil)
Programa Momento do Presidiário no Facebook

15 de fevereiro de 2017

O Presídio NOS PASSOS DE JESUS

Grupo UNP Tem a Missão de Colocar os Presos nos Passos de JESUS

Em todo o Brasil o grupo UNP - Universal Nos Presídios, tem enfrentado todos os desafios para levar a população carcerária a entender que somente com suas vidas entregues ao senhor Jesus, eles e elas poderão ter uma nova vida já dentro do presídio onde cumprem pena pelos seus delitos. 





É com essa certeza que todos os dias, manhã tarde e noite, Bispos, Pastores, obreiros e evangelistas, estão dentro e fora das unidades prisionais do País para levar a palavra transformadora da Fé a todos os presos e seus familiares. 

E no Maranhão não poderia ser diferente. O grupo liderado pelo Pastor Venino Aragão (líder do trabalho no Estado) tem levado juntamente com mais pastores da Universal a Palestra NOS PASSOS DE JESUS.

A ideia nasceu justamente pela necessidade dos internos entenderem que só andando Nos Passos do Senhor Jesus, eles podem enfim, ter Paz e uma vida longe da criminalidade para sempre.
A Palestra é baseada no Livro de mesmo nome, escrito pelo Bispo Edir Macedo e ensina os princípios Básicos da vida Cristã, entre eles o Perdão, a conversão, o batimo nas águas e o Batismo com o Espírito Santo.





Na oportunidade, os presos recebem um exemplar do Best Seller ora doados pelos membros da Universal.



A Palestra foi realizada recentemente para mais de 450 internos da Unidade UPRSL 3 em São Luis - MA

Essa é a Universal que poucos conhecem, mas mesmo com tantas calúnias, o trabalho continua crescendo e buscando aflitos por todo o mundo. Faça parte deste exército, vá a uma Universal mais próxima de você. Exite sim solução para a sua vida, quem disse que não, está equivocado.


Acompanhe o trabalho da UNP:
facebook.com/bpeduardoguilherme

11 de fevereiro de 2017

As Presas Não estão ABANDONADAS!


Na manhã deste sábado (11) o grupo UNP (Universal nos Presídios), esteve na penitenciária feminina em Franco da Rocha, realizando o trabalho de evangelização com entrega de 300 bíblias edição especial do Templo do Salomão.



O Bispo Eduardo Guilherme (Foto) realizou uma oração especial pelas detentas dos raios 6 e 8 e ministrou o perdão de Deus em suas vidas.

Conheça o novo responsável pela UNP Brasil, acesse: BP Eduardo Guilherme.



O bispo falou sobre a passagem bíblica de Lucas 23:42 onde Jesus, antes de ser crucificado, perdoou um ladrão na cruz, que foi salvo. Deixando evidente que Ele não olha para o passado das pessoas, mas dá uma nova vida aos que se entregam a Ele.
"E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.
E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso".



Esteve presente também a Missionária Luciene (Responsável pelo Grupo UNP Feminino Brasil) e na oportunidade a mesma fez orações e deu uma palavra de fé a todas as presentes.

Conheça mais sobre o UNP Feminino Brasil, acesse: UNP FEMININO BRASIL

Mais fotos do evento:


UNP Entra no Presídio - Veja o que aconteceu

10 de fevereiro de 2017

O Dia da Oferta




 No Domingo dia 29 de janeiro, aconteceu em todo o Estado do Rio Grande do Sul, o Dia da Oferta, onde todos os voluntários UNP estavam unidos numa só Fé em frente aos presídios do estado, distribuindo exemplares do livro "A Dama da Fé" para os familiares que estavam visitando seus entes queridos.
 
Na ocasião, foram distribuídos também exemplares do jornal Folha Universal. O Pastor Demétrio Fernandes, responsável pelo trabalho UNP no Estado RS, esteve presente na Cadeia Pública de Porto Alegre, juntamente com sua esposa Janice.

O Dia da Oferta foi um dia em que todos os voluntários UNP doaram seu dia para evangelização, tanto dentro quanto fora dos presídios do Rio Grande do Sul.







Colaborou: Mídia UNP - RS

9 de fevereiro de 2017

Porque Eles Entram no Presídio?




Meu nome é Maria do Carmo tenho 49 anos, viúva e mãe de dois filhos. Conheci o trabalho da UNP através do meu falecido esposo, um exemplo de obreiro e homem de Deus.

No inicio não aceitei bem que ele fosse voluntário neste projeto da igreja Universal, tinha muito medo que algo de ruim acontecesse com ele, achava uma loucura e quando se atrasava um pouco eu já entrava em desespero pensando no pior; foi vendo como era a minha reação que me explicou que tudo estava nas mãos de Deus, inclusive a vida dele; Isso me fez enxergar como era importante levar a verdade que é o Senhor Jesus para aquelas pessoas que estavam perdidas. Cada dia que passava eu me surpreendia. Passamos a fazer núcleos de oração na casa de uma senhora que conhecemos na porta do CDP de Mogi das Cruzes, me lembro de como ela estava angustiada pedindo uma oração na casa. Aprendi a amar esse trabalho através do meu falecido esposo, que em seus últimos dias de vida comemorava as vitórias recebidas nesse projeto, como transformação de vidas muitos se convertendo e entregando as sua vida para o Senhor Jesus através do batismo; Era maravilhoso ver a alegria de salvar nos olhos dele. Meu esposo faleceu em um acidente de carro. A partir desse momento triste da minha vida o projeto da UNP passou a fazer uma grande importância para mim, um motivo para minha existência.


Meu nome é Maria da Conceição e sempre estive ao lado da minha amiga Maria do Carmo, pude ver num dos momentos mais difíceis da sua vida, no momento em que ela estava abatida e triste a força que só O Espírito Santo deu a ela para ajudar outras mulheres na porta do CDP.
O sepultamento foi no sábado e no domingo pela manhã mesmo com toda a dor da perda, eu e meus companheiros da UNP fomos para porta do presidio levar a salvação para os que ainda estavam perdidos. E foi fazendo o trabalho que a UNP faz, que recebi forças para continuar.
Comecei a pedir a Deus direção, sabedoria e ideias para continuar ganhando almas. Deus me deu a direção para me aproximar dessas mulheres através de mensagens, assim ficou mais fácil para ajuda, hoje passa de 600 o numero de mulheres que recebem as mensagens fé... 


Meu nome é Aldeilsa, Conheci a Dn Maria na fila do CDP. e sempre que eu precisei pude contar com as orações e mensagens da obreira D. Maria. Suas mensagens diárias me davam forças, hoje estou na mesma fé e meu filho esta livre.
Através da reunião das mulheres “A Mulher V” realizada no Parque da Juventude, Me veio à ideia de reunir todas as mulheres que recebem a oração na porta do CDP de Mogi das Cruzes. Com a autorização do pastor em 2013 fizemos o “Primeiro Chá entre mulheres” numa área privada da igreja. Através desse encontro muitas mulheres conheceram melhor o nosso trabalho. Aumentou a quantidades de pedido de oração nas casas. Até os detentos agradeceram aos voluntários que fazem o trabalho interno, pelo cuidado e atenção que e dada a sua família. Através das visitas, a sua maioria passa por algum tipo de necessidade, como alimento, roupas... e através desse trabalho podemos ajudar não só na sua vida espiritual mas também com cestas, agasalhos...


Em 2014 fizemos o “Segundo Chá entre mulheres” Tivemos a presença do Bispo Afonso Silva. Tivemos doação de cestas, além de uma coreografia ensaiada pelas obreiras. O resultado desse trabalho foi surpreendente, mães que estavam desacreditadas, passaram a fazer a corrente de libertação por seus filhos, hoje entregaram suas vidas a Deus e desceram as aguas, agora mais do que bênção elas querem o abençoador eterno.




No mesmo ano fizemos um “Jantar Especial” para os familiares, com o Bispo Robson Martins, uma apresentação especial para as Crianças além dos presentes. Este ano de 2016 Tivemos o “Terceiro chá entre mulheres.” Cada vez mais abençoado. Graças a Deus temos colhido o resultado desse trabalho, com o sopão da madrugada que era oferecido para as famílias que dormia na fila do CDP e hoje com os cafés da manhã preparado com todo carinho dos voluntários na porta do CDP, Visitas...



Deus vendo o meu prazer neste trabalho abriu mais uma porta, agora faço o trabalho dentro do cárcere em São Miguel com uma equipe maravilhosa. Deus tem me presenteado com essas oportunidades e eu não deixo passar, vou pra cima e agarro essas oportunidades da ganhar almas através desse maravilhoso projeto UNP.
 






Colaborou: Mídia UNP São Paulo